Palavras do Papa são celebradas enquanto grupos religiosos colocam encíclica ‘Laudato Si’ em prática

Introdução

O mundo está celebrando o aniversário de um ano da encíclica ecológica do Papa Francisco, ‘Laudato Si, e muito desta comemoração esteve focado em ações para combater as mudanças climáticas. Na Austrália, quatro ordens católicas fizeram o primeiro anúncio católico conjunto de desinvestimento e retiraram seus capitais de empresas de carvão, óleo e gás. A luta para manter os combustíveis fósseis no subsolo tem impulsionado uma série de ações ao redor do mundo, incluindo a Declaração Inter-religiosa sobre Clima, a Declaração Islâmica sobre Mudanças Climáticas e a Declaração Hindu sobre Mudanças Climáticas. Os católicos também ajudaram a fortalecer a transição para um futuro renovável e deram o exemplo com a Igreja de Maiorca que se tornou 100% renovável. Ações individuais também marcaram esta semana com inúmeras pessoas usando a hashtag #LiveLaudatoSi e dividindo suas histórias de como estão vivendo as palavras da encíclica e do Papa Francisco. Com cerca de 1,2 bilhão de católicos no mundo inteiro é possível provocar enormes mudanças que ajudarão a colocar o mundo rumo a um futuro de baixo carbono. Se todos encontrarem uma forma de viver ‘Laudato Si’, o impacto das palavras do Papa Francisco sobre a “proteção da casa comum” pode ser gigantesco.

Tweet

Ações

Pontos-chave

  • O aniversário da encíclica do Papa Francisco é um momento de comemoração do cuidado com a Criação e também um momento de ação. Um ano após a publicação da ‘Laudato Si’, que foca na ecologia, o impulso por ação climática segue crescendo. Anúncios surpreendentes de desinvestimento de combustíveis fósseis estão se tornando comuns, o número de projetos de energias renováveis em igrejas e catedrais tem aumentado, e líderes Católicos tem se destacado cada vez mais por suas ações climáticas.
  • Se os católicos viverem de acordo com a Laudato Si, é possível fazer uma diferença real no mundo pelo clima. Em todo o mundo, há cerca de 1.2 bilhão de católicos, mais de 220 mil igrejas e mais de 100 mil escolas primárias e secundárias católicas, todos oferecendo telhados para instalar painéis solares. O que é ainda mais encorajador é que a nova pesquisa do Centro de Pesquisa Aplicada no Apostolado mostra que 68% dos católicos acreditam que temos uma responsabilidade moral de agir enquanto indivíduos para combater as mudanças climáticas, e 73% dos católicos acreditam que a sociedade precisa tomar medidas para enfrentá-las.

  • Qualquer pessoa, independentemente de sua fé, pode viver Laudato Si. O Papa Francisco ressaltou em sua encíclica que estamos todos conectados uns aos outros pelo planeta que compartilhamos. Qualquer um pode reduzir seu consumo de energia, retirar seus investimentos dos combustíveis fósseis e adotar as energias renováveis. Os inúmeros anúncios climáticos relacionados a grupos de fé que ocorreram desde a publicação da Laudato Si mostram que quando se trata do imperativo moral de agir, a mudança climática é um problema compartilhado entre todos.

Recursos

Cobertura de imprensa

Relatórios, estudos e links úteis

Banco de imagens

Alertas relacionados

Sugestão de Tweets

  • #PapaFrancisco nos convidou a viver a encíclica Laudato Si cuidando de Nossa Casa Comum. Isto é o que eu posso fazer #LiveLaudatoSi [selfie com uma mensagem]

  • Obrigado #PapaFrancisco por nos inspirar com a encíclica Laudato Si. Eu vou agir para cuidar da Nossa Casa Comum #LiveLaudatoSi

  • Viver Laudato Si significa seguir a mensagem do #PapaFrancisco e viver de uma forma que beneficie Nossa Casa Comum e o clima #LiveLaudatoSi

  • #PapaFrancisco pediu aos Católicos para que cuidem da Nossa Casa Comum. Junte­-se a nós e agradeça-­o por suas sábias palavras #LiveLaudatoSi

  • #PapaFrancisco nos inspirou com seu pedido de proteção à Criação. Como você vai escolher viver suas palavras? #LiveLaudatoSi

  • Laudato Si nos ensina a cuidar do meio ambiente. Tire uma selfie e descreva como você planeja viver de acordo com a encíclica #LiveLaudatoSi